fbpx
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Aenean commodo ligula eget dolor. Aenean massa. Cum sociis Theme

1-677-124-44227

184 MAIN COLLINS STREET WEST VICTORIA 8007

Etiam ultricies nisi vel augue. Curabitur ullamcorper ultricies
Top

Blog

Lesões nas Costas

por André Colla

Muitas pessoas possuem algum tipo de degeneração na coluna, mas apenas algumas são sintomáticas e conhecem a experiência de terem espasmos e dores nas costas. As pessoas nem sabiam que tinham algum problema até que um dia os nervos daquela região inflamam. De uma hora pra outra uma dor muito forte de uma condição aguda as leva até um medico.

Em um primeiro momento elas pensam que fizeram alguma coisa que causou aquela lesão mas provavelmente aquele processo degenerativo foi se desenvolvendo por anos. O problema foi agravando devido ao stress mecânico repetitivo na região.

Quando as pessoas se movem, cada movimento que elas fazem (inclinação frontal, lateral ou até mesmo cada passo que elas dão) usam os músculos errados, contribuindo para a degeneração das articulações e da coluna. A dor aguda, após algum tratamento com terapias tradicionais, ira desaparecer, mas se você não muda os padrões de movimento as lesões irão progredir até o ponto que isto causara dores crônicas e estas dores acabarão por restringir suas atividades e criarão barreiras em sua vida.

Nosso foco não deve ser em tratar a lesão, devemos ensinar o corpo a se mover melhor para ser mais eficiente, potente e em equilíbrio, assim, as lesões aos poucos irão desaparecer. A medicina tradicional, programas de reabilitação e treinamentos focam nas manifestações dos problemas, desta forma é como se colocássemos um band-aid sobre o problema ao invés de ir diretamente ao ponto do que esta causando a dor, assim iremos apenas tentar parar a dor e não recuperar de forma eficiente.

Temos observado que se você mudar a forma de se mover, sua dor ira embora. Um programa deve corrigir padrões de movimento que estão causando danos e fortalecer os músculos que mantem suas costas estáveis.

Muito mais comuns do que lesões agudas nas costas, que requeiram uma intervenção imediata, são as lesões que vão ocorrendo silenciosamente ao longo do tempo sem que se perceba a causa imediatamente… Estas lesões crônicas, desenvolvidas ao passar de um longo período de tempo, são os maiores problemas médicos entre os americanos. Entre 60 e 80% dos americanos terão dores nas costas em algum momento de suas vidas. Esta condição esta desabilitando entre 1 e 5% dos americanos. Depois do resfriado, as dores nas costas é a condição responsável pelo maior numero de faltas ao trabalho nos Estados Unidos.

Os problemas crônicos nas costas são causados por overuso (especialmente a repetição de inclinações frontais e posteriores), anomalias congênitas, postura inadequada e fraca, mau uso do corpo para realizar atividades e os processos degenerativos associados a idade. Frequentemente a dor nas costas estão associados a um ou mais de um destes fatores.

 

A relação entre fitness e dores lombares

Muitos atletas sabem que existe uma estreita relação entre o treinamento e as dores na região lombar. Até recentemente, a solução para resolver os problemas de dores lombares era fortalecer os músculos abdominais.

De fato pesquisas atuais tem revelado que uma boa saúde da lombar depende de diversos fatores de condicionamento, tais como:

Boa mobilidade de quadril: Um quadril que tem uma boa mobilidade permite um ótimo funcionamento da coluna lombar e também que ela precise mover-se muito pouco evitando assim estress desnecessário na região e preservando a integridade dos componentes.

Boa Força abdominal: músculos abdominais fortes permitem um ótimo posicionamento da pelve e também oferecem suporte para a pessoa quando ela realiza movimentos como inclinações laterais e frontais.

Uma boa flexibilidade dos flexores do quadril: Uma pessoa com uma boa flexibilidades nos flexores do quadril consegue facilmente manter a pelve na posição neutra. Já as pessoas que tem esta musculatura encurtada e/ou rígida, apresentam uma rotação anterior exagerada da pelve aumentando a compressão nos discos intervertebrais.

Glúteos Fortes: Pessoas com a musculatura dos glúteos fortes e eficientes conseguem facilmente realizar a extensão do quadril e não utilizam a extensão da coluna lombar. A substituição da extensão do quadril pela extensão da coluna lombar tem sido a compensação mais frequente encontrada nas academias atualmente.

Boa força e resistência dos extensores das costas: tendo os músculos extensores fortes as pessoas conseguirão ter uma boa estabilidade da região e também manter uma postura ereta bem como um bom controle do movimento de flexão (inclinação frontal).

A respiração: Ela tem cada vez mais se transformado em um fator extremamente importante na prevenção de dores lombares. Uma respiração adequada ajuda a regular as pressões internas, ajuda a manter uma boa postura, auxilia no fortalecimento adequado da musculatura abdominal e se mostra bastante eficiente no controle postural durante os exercícios.

Bom funcionamento das articulações tanto do quadril, pé quanto dos ombros: É vital para uma boa saúde da coluna lombar. Estas articulações quando funcionam de maneira adequada evitam que a lombar precise realizar movimentos (principalmente de extensão) para compensar a falta de mobilidade destas articulações.

 

Lesões agudas nas costas incluem entorses, fraturas, contusões e tensão.

Lesões nas costas por overuso incluem condições causadas por microtraumas repetitivos (especialmente excessivas flexões e extensões), anormalidades anatômicas congênitas, má postura, baixo condicionamento físico e condições degenerativas associadas com a idade.

Embora evidencias sugerem que estar inativo contribui para as dores nas costas, também é verdade que atletas que se consideram em forma estão susceptíveis a sofrerem deste mesmo problema por causa da sua atividade. A causa da maioria dos problemas de dores nas costas em atletas é fraqueza muscular (especialmente os musculos abdominais, glúteos e paravertebrais) e falta de flexibilidade (principalmente nos isquiotibiais e nos flexores do quadril).

Déficits e desequilíbrios em força e flexibilidade são especialmente prevalecentes em corredores. Normalmente corredores apresentam um quadríceps forte e rígido e isquiotibiais fracos.

Lesões nas costas causadas por overuso incluindo aquelas relacionadas a má postura e condições degenerativas podem ser minimizadas realizando um treinamento progressivo, evoluindo conforme o aluno consiga progredir nos exercícios (dar tempo para que ele evolua) evitando a evolução muito rápida e muito brusca.

Pelo fato que muitas condições crônicas nas costas serem resultado de déficit de equilíbrio entre força e flexibilidade, é importante a participação da pessoa em tratamento em um programa de condicionamento, para que quando ele não esteja mais no quadro de dor, ele já apresente uma diminuição ou até mesmo tenha reestabelecido o equilíbrios entre a força e flexibilidade. É especialmente importante que prestemos atenção para qualquer déficit em força abdominal, glúteo e isquiotibiais e rigidez ou fraqueza na região lombar.

 

Síndromes de dor lombar

Lesões nas costas podem começar com danos em um tecido, que pode alterar a função biomecânica de determinada articulação. Dano em um tecido pode causar um efeito cascata afetando outros tecidos, levando a dor bem como a intolerância e incapacidade de realizar determinadas atividades. Mesmo assim, existe um aumento nas evidencias de que os músculos do tronco desempenham uma importante função no processo de reabilitação de pacientes com dores lombares. Uma deficiência na função dos músculos do tronco pode comprometer a integridade estrutural do complexo da coluna, levando a um aumento da suscetibilidade a lesões, uma recuperação mais demorada ou tornando a dor crônica. Administrar um programa de treinamento em pacientes com dores lombares requer um melhor entendimento dos mecanismos de controle sensoriomotor utilizado pela estabilização do tronco e controle postural.

A coluna é estabilizada por discos, ossos, ligamentos e músculos, este sistema de estabilização mantem a coluna em uma zona neutra dentro de um limite fisiológico contra uma instabilidade funcional. A coluna é afetada por forças reativas aplicadas sobre ela de uma natureza multisegmental das contrações musculares que são necessárias para a estabilidade da coluna. Isto é observado na ausência de contração muscular, a coluna lombar é pressionada por cargas compressivas de até 2kg. Microtraumas significantes na coluna lombar podem ocorrer quando for feita uma rotação pequena de até 2º, indicando a importância do controle neuromuscular da coluna. Muitas evidencias apontam para a vital contribuição funcional dos vários músculos do tronco para a estabilidade postural. Consequentemente, um regime de treinamento especifico para acessar a recuperação das funções destes vários grupos musculares do tronco deve ser desenvolvido.

O controle sensoriomotor da estabilidade da coluna garante a interação precisa de todos os músculos do tronco.

 

Desequilibrios musculares na dor lombar

A dor lombar crônica normalmente é associada com desequilíbrios no comprimento, força e resistência dos músculos do quadril ao invés de fatores estruturais. Desequilíbrios na amplitude de movimento do quadril também tem implicado em dor lombar. Janda notou a fraqueza no glúteo em pacientes com dores lombares. Estudos posteriores confirmaram a associação da fraqueza dos extensores do quadril com dores lombares em mulheres atletas, interessante também ressaltar que os pesquisadores não encontraram a mesma associação em atletas homens. Nadler também reportou fraqueza na musculatura abdutora como um fator associado a dores lombares em atletas mulheres.

No Comments
Add Comment
Name*
Email*

Você também pode gostar de:

3 Motivos Pelos Quais Suas Costas Ficam Doendo

As dores nas costas estão aumentando e piorando no mundo, apesar de todo o dinheiro, tecnologia, pesquisas, medicamentos, restrições, aparelhos, cirurgias e nossas tentativas inúteis de isolar as costas como a culpada.Desde quando nós nos tornamos uma sociedade tão fraca e sensível que tem medo...

Ler Mais

30 min. para perder gordura By Isaac C. Hayes

Obtenha músculo, melhore o condicionamento aeróbio e queime gordura com um trabalho para o corpo inteiro com um treinamento em circuito.Isaac C. Hayes, iniciou a popularização do fitness, especificamente o circuit training. Se você tem dispensado o passado como mero resíduo da década “disco”, pode...

Ler Mais

4 Fatores que Preveem o Ganho de Peso

por Troy Purdom e Len Kravitz.Profissionais fitness gastam muito tempo ajudando as pessoas a perder peso, mas há outra forma de encarar este desafio: Quais são os principais fatores que levam as pessoas a ganharem peso?Compreender os comportamentos específicos que aumentam o risco de ganho...

Ler Mais

5 dicas para o personal trainer ter sucesso!!!

Alguns personal trainers têm um apetite insaciável por conhecimento e oportunidades de crescimento. Em um encontro anual de treinadores foi formulado um buffet educativo completo com todos os nutrientes necessários para suprir a crescente necessidade dos profissionais do fitness. As 5 dicas seguintes vindas desta...

Ler Mais

6 Fatores que preveem o ganho de peso:

por Troy Purdom e Len Kravitz, PhD em 23 de junho de 2015 Profissionais fitness gastam muito tempo ajudando as pessoas a perder peso, mas há outra forma de encarar este desafio: Quais são os principais fatores que levam as pessoas a ganharem peso? 
 Compreender os...

Ler Mais

6 Passos Para Novos Hábitos

por Derrick Price, MS em 06 de Set., 2017Use o ciclo do hábito para estabelecer novos hábitos diários que o ajudarão a alcançar o resultado desejado. Siga uma abordagem de seis passos para criar novos hábitos focados nos objetivos com seus clientes. Passo 1: Estabelecer Metas e MarcosContrário...

Ler Mais
WhatsApp DoFit