Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Aenean commodo ligula eget dolor. Aenean massa. Cum sociis Theme

1-677-124-44227

184 MAIN COLLINS STREET WEST VICTORIA 8007

Etiam ultricies nisi vel augue. Curabitur ullamcorper ultricies
Top

Blog

Importância da postura e como ela se relaciona a lesões

O uso de uma avaliação postural estática tem sido a base para a identificação de desequilíbrios musculares. A avaliação pode não ser capaz de identificar especificamente se um problema é estrutural (ou biomecânico) na natureza ou se ele é derivado do desenvolvimento de padrões de recrutamento muscular pobres com desequilíbrios musculares resultantes. No entanto, uma avaliação postural estática fornece excelentes indicadores de áreas problemáticas que devem ser avaliadas para esclarecer os problemas em questão. Isso permite a intervenção ao nível do fator causal ao invés de simplesmente tratar as queixas sintomáticas. Por exemplo, é fácil adicionar um pouco mais de gesso em uma rachadura na parede, arrumar e pintar sobre ela. No entanto, se o fundamento enfraquecido e deslocado da casa é deixado como está, as rachaduras visíveis na parede retornarão, acompanhadas por rachaduras talvez maiores e problemas com o teto. Em algum momento a abordagem “remende e esqueça” não funcionará mais, forçando uma intervenção maior, talvez uma renovação ou reconstrução.

O mesmo vale para dentro do corpo. Nós podemos continuar tratando queixas sintomáticas com medicamentos anti-inflamatórios, modificação de atividades, ou simplesmente empurrando a dor, causando disfunção adicional, adicionando camada após camada de adaptações estruturais e neuromusculares. No entanto, se voltarmos a procurar os fatores causadores de uma inflamação, de um desconforto ou de um mau desempenho, provavelmente seremos bem sucedidos na seleção da intervenção mais eficaz para aliviar a disfunção e fornecer resultados funcionais sem dor que buscamos para nossos clientes. Começar com uma avaliação postural estática é um passo fundamental para alcançar esse resultado orientado a objetivos.

 

Como as alterações na postura estática ocorrem?

Os principais fatores que causam desequilíbrio postural incluem os seguintes:

  1. Padrões de movimentos habituais
  2. Padrões de movimento alterados por movimentos repetitivos
  3. Padrões de movimento alterados por lesões
  4. Padrões de movimento alterados por cirurgia
  5. Padrões de movimento alterado por lesões não reabilitadas completamente

 

Padrões de movimento habitual

É essencial para o profissional da saúde que se tenha uma compreensão da postura e da importância que tem em nossas vidas diárias. É ainda mais importante perceber quais efeitos a postura tem em uma base diária. Os indivíduos podem ter desenvolvido alguns hábitos posturais pobres sem sequer perceber. Muitas pessoas transportam pastas em apenas um lado do corpo, o que as sobrecarrega cronicamente. Frequentemente, o corpo não se reajusta ao posicionamento neutro e continua a se mover em uma posição desequilibrada, mesmo quando não carregado. O mesmo pode acontecer naqueles que dirigem muito. O uso crônico da extremidade inferior direita sem a consciência de tentar manter a simetria faz com que o corpo mude para a direita e promova a rotação externa da extremidade inferior esquerda. As estações de trabalho, tanto em casa como no local propriamente dito, frequentemente contribuem para a disfunção do pescoço e do braço. O posicionamento do monitor do computador, do teclado e da cadeira pode criar um ambiente para o desenvolvimento de desvios posturais (Figura 5-2).

 

Padrões de movimento alterados por movimentos repetitivos

A repetição do movimento como no excesso de uso ou por uma lesão crônica pode levar a uma mudança na elasticidade do músculo (12). A fraca postura e a falta de movimento diário também são consideradas um fator contribuinte (13). O músculo que é repetidamente colocado em uma posição reduzida, como o complexo iliopsoas quando sentamos, que acaba se adaptando e tendendo a permanecer curto (10,14). Estresse e fadiga crônica também podem resultar em desequilíbrios musculares (15,16).
Movimentos repetitivos podem causar desequilíbrios, colocando demandas em certos grupos musculares mais predominantes. Isso é evidente quando se olha para muitos atletas, como nadadores, corredores e jogadores de tênis. Os nadadores frequentemente exibem músculos peitorais mais enfatizados em relação aos retratores escapulares, dando-lhes uma postura de ombro arredondada (17) (Figura 5-3).

 

Figura 5.2 Padrões habituais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Figura 5.3 Músculos excessivamente usados por nadadores

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O movimento repetitivos também afetam as pessoas no cotidiano, como por exemplo, um trabalhador da área da construção que martela com a mesma mão dia após dia (Figura 5-4). Os garçons e garçonetes geralmente carregam grandes bandejas com o mesmo braço, da mesma forma que uma mãe carrega seu filho no mesmo lado do quadril.
Os desequilíbrios posturais também são vistos na academia em pessoas que focam em certos grupos musculares do que em outros. Isto é evidente em pessoas que enfatizam excessivamente o trabalho de peito, ombro e bíceps (Figura 5-5). Isso geralmente resulta em ombros arredondados, uma cabeça para frente e rotação interna na articulação do ombro.

 

Figura 5.4 Uso excessivo de músculos estimulados da área da construção

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Figura 5.5 Uso excessivo membro na academia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Padrões de movimentos alterados por uma lesão

Lesões agudas podem resultar em desequilíbrios musculares crônicos. Um indivíduo pode assumir posturas adaptativas para evitar dor ou criar algum tipo de função. Muitas vezes, mesmo após a dor ter diminuído e restrições de movimento ou força retornarem, o indivíduo não altera suas estratégias de movimento adaptativo, a menos que seja lembrado de retornar a um padrão motor mais normal. São as entorses suaves de tornozelo repetidas ou a dor de cabeça ocasional que continuam promovendo o movimento modificado. Os padrões de movimento em mudança alteram as cargas através das articulações e alteram as estratégias de recrutamento dos músculos, todos levando a desequilíbrios musculares refletidos nas mudanças posturais.

A lesão também pode resultar em tecido que fica restrito (hipomobilidade). As imobilizações ou auto-imobilizações por resultado de alguma dor podem permitir que o tecido encurte. Sem restaurar a mobilidade, os músculos recíprocos são alongados, criando fraqueza. Músculos que são muito curtos e apertados são então funcionalmente emparelhados com músculos que são alongados e fracos, interrompendo o equilíbrio neuromuscular no relacionamento interdependente. As mudanças posturais causadas pelos desequilíbrios musculares se tornam evidentes.

Hipomobilidade: movimento restrito.

 

Padrões de movimento alterados por uma cirurgia

Mesmo a melhor das cirurgias resulta em tecido cicatricial. A mobilidade da cicatriz é muitas vezes um aspecto negligenciado do paradigma da reabilitação. A falta de mobilidade altera o alinhamento do tecido e puxa a fáscia, afetando as articulações e a função muscular. Pode ter ocorrido algum padrão de movimento alterado compensatório usado para mobilidade funcional antes da cirurgia ou logo após a intervenção cirúrgica. O movimento equilibrado deve ser ativamente restaurado, ou os desequilíbrios musculares e as mudanças posturais se desenvolverão.

 

Padrões de movimento alterados por lesões reabilitadas de forma incompleta

Nos dias atuais há um número limitado de visitas para reabilitação coberta por seguros, e muitos clientes iniciam uma intervenção de reabilitação após uma lesão, mas ela deve ser interrompida antes de retornar ao seu nível funcional exigido. Se eles continuam em seus próprios programas bem intencionados, eles podem estar negligenciando desequilíbrios que nunca foram resolvidos. Ou eles simplesmente irão descontinuar a reabilitação e viver dentro de suas limitações atuais. Em ambos os casos o corpo irá se adaptar à mobilidade e estabilidade disponíveis, criando padrões de movimentos compensatórios que, eventualmente, são reflexivos no desequilíbrio postural.

Ao saber o que pode causar hábitos posturais inadequados, o profissional da saúde e fitness podem começar a atender adequadamente as necessidades do cliente. Como um denominador comum, a postura inadequada geralmente resulta de ou leva a desequilíbrios musculares (4, 5, 10, 14, 15, 18-22). O trabalho dos profissionais é identificar esses desequilíbrios musculares, identificar os agentes causais e instituir um programa de exercícios corretivos abrangentes. Uma avaliação postural é o primeiro passo na avaliação do status do cliente.

No Comments
Add Comment
Name*
Email*

Você também pode gostar de:

3 Motivos Pelos Quais Suas Costas Ficam Doendo

As dores nas costas estão aumentando e piorando no mundo, apesar de todo o dinheiro, tecnologia, pesquisas, medicamentos, restrições, aparelhos, cirurgias e nossas tentativas inúteis de isolar as costas como a culpada.Desde quando nós nos tornamos uma sociedade tão fraca e sensível que tem medo...

Ler Mais

30 min. para perder gordura By Isaac C. Hayes

Obtenha músculo, melhore o condicionamento aeróbio e queime gordura com um trabalho para o corpo inteiro com um treinamento em circuito.Isaac C. Hayes, iniciou a popularização do fitness, especificamente o circuit training. Se você tem dispensado o passado como mero resíduo da década “disco”, pode...

Ler Mais

4 Fatores que Preveem o Ganho de Peso

por Troy Purdom e Len Kravitz.Profissionais fitness gastam muito tempo ajudando as pessoas a perder peso, mas há outra forma de encarar este desafio: Quais são os principais fatores que levam as pessoas a ganharem peso?Compreender os comportamentos específicos que aumentam o risco de ganho...

Ler Mais

5 dicas para o personal trainer ter sucesso!!!

Alguns personal trainers têm um apetite insaciável por conhecimento e oportunidades de crescimento. Em um encontro anual de treinadores foi formulado um buffet educativo completo com todos os nutrientes necessários para suprir a crescente necessidade dos profissionais do fitness. As 5 dicas seguintes vindas desta...

Ler Mais

6 Fatores que preveem o ganho de peso:

por Troy Purdom e Len Kravitz, PhD em 23 de junho de 2015 Profissionais fitness gastam muito tempo ajudando as pessoas a perder peso, mas há outra forma de encarar este desafio: Quais são os principais fatores que levam as pessoas a ganharem peso? 
 Compreender os...

Ler Mais

6 Passos Para Novos Hábitos

por Derrick Price, MS em 06 de Set., 2017Use o ciclo do hábito para estabelecer novos hábitos diários que o ajudarão a alcançar o resultado desejado. Siga uma abordagem de seis passos para criar novos hábitos focados nos objetivos com seus clientes. Passo 1: Estabelecer Metas e MarcosContrário...

Ler Mais
WhatsApp DoFit