fbpx
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Aenean commodo ligula eget dolor. Aenean massa. Cum sociis Theme

1-677-124-44227

184 MAIN COLLINS STREET WEST VICTORIA 8007

Etiam ultricies nisi vel augue. Curabitur ullamcorper ultricies
Top

Blog

Entendendo a Banda IlioTibial – Novas descobertas dão mais esperança para prevenir lesões comuns em corredores

Para muitas pessoas, lesão é uma fonte de irritação e dor, mas para Carolyn Eng, a banda IT é um mistério intrigante, que ela pode estar perto de resolver.

trato iliotibial

Uma aluna de Ph.D. na Escola Superior de Artes e Ciências de Harvard, Eng é a primeira autora de dois estudos que examinam como as bandas iliotibial estocam e liberam energia elástica para fazer uma caminhada e corrida de forma mais eficiente. Os estudos – co-autoria de Daniel Lieberman, professor Edwin M. Lerner II de Ciências Biológicas e presidente do Departamento de Biologia evolutiva humana; Andrew Biewener, o Professor Charles P. Lyman de Biologia; e Allison Arnold-Rife, um associado de pesquisa no laboratório de Biewener – são relatados e descritos no Journal of Experimental Biology e no Journal of Biomechanics.

“Descobrimos que a banda IT tem a capacidade de armazenar de 15 a 20 vezes mais energia elástica por massa corporal do que sua estrutura precursora muito menos desenvolvido nos chimpanzés”, disse Eng. “Nós olhamos para a capacidade da banda IT em armazenar energia durante a corrida, e descobrimos que a sua capacidade de armazenamento de energia é substancialmente maior durante a corrida do que durante a caminhada e isso se deve em parte porque correr é uma atividade muito mais elástica. Não sabemos se a banda evoluiu para ajudar na corrida ou na caminhada; ela poderia ter evoluído para caminhadas e mais tarde evoluiu ainda mais para desempenhar um papel maio A banda IT corre ao longo da parte externa da coxa, a partir de um pouco acima do quadril até um pouco abaixo do joelho e é composta de fáscia, um tecido conjuntivo elástico encontrado em todo o corpo. Embora muitas vezes comparada com os tendões (os dois podem ter funções semelhantes) a fáscia é composta por tecidos grandes, enquanto tendões são mais parecidos com cordas.

A fáscia é “uma bainha que envolve músculos, liga os músculos aos ossos e compartimenta músculos que desempenham uma função semelhante, e a banda IT é o maior pedaço de fáscia no corpo humano”, disse Eng.

A noção de que a banda IT atua como uma mola para ajudar na locomoção vai contra uma velha crença de que sua principal função é estabilizar o quadril durante a caminhada.

“Ao contrário de muitos clínicos e anatomistas, usamos as lentes da evolução para pensar sobre como os seres humanos são adaptados não apenas para caminhar, mas também para correr, então olhamos para a banda IT a partir de uma perspectiva totalmente diferente”, disse Lieberman. “Quando olhamos para a diferença entre um chimpanzé e um ser humano, vimos esta grande banda elástica e a ideia imediata que nos surgiu era que a banda IT parecia com uma outra estrutura elástica, como o tendão de Aquiles, que pode ser importante na economia de energia durante a locomoção, especialmente nas corridas”.

As descobertas, disse Biewener, “terão uma importância fundamental para os estudos científicos e clínicos básicos que buscam integrar o papel chave desta estrutura fascial nos programas de treinamento esportivo, de exercício e reabilitação.”

Para entender qual o papel que a banda IT desempenha na locomoção, os pesquisadores desenvolveram um modelo de computador para estimar quanto se estendia – e por extensão, quanta energia era armazenada – durante a caminhada e corrida.

Uma parte da banda IT estende-se quando a perna balanca para trás, Eng explicou, armazenando energia elástica. Essa energia armazenada é então liberada quando  a perna vai para a frente durante o balanço, potencialmente resultando em economia de energia.

“É como reciclar energia”, disse Eng. “Substituindo os músculos por essas bandas passivas de borracha fazendo o movimento se tornar mais econômico. Há uma série de características únicas nos membros humanos – como pernas longas e grandes articulações – essas são adaptações para a locomoção bípede e a banda IT apenas se destaca como sendo algo que poderia potencialmente desempenhar um importante papel transformando a corrida e possivelmente a caminhada em algo mais economico. ”

A construção de tais modelos complexos de computador não foi tarefa fácil, e para  aumentar a complexidade, disse Eng, foi o fato de que as descrições precisas da banda IT – quais os músculos ligados a ela e onde estavam ligado – eram todos mas inexistente.

“É difícil entender como os músculos e tecidos conjuntivos funcionam no corpo humano”, disse Eng. “Para chegar a forma como eles funcionam durante o movimento, você precisa de sensores implantados nos músculos ou tendões e isso é difícil de fazer em seres humanos.”

Para garantir que o modelo foi preciso, Eng e seus colegas contaram com cadáveres. Usando um quadro feito sob encomenda, Eng manipulou cinco cadaveres humanos e cinco cadáveres de chimpanzés através de uma série de movimentos e mediu o quanto a banda mudou o comprimento com uma dada mudança no ângulo da articulação. Ela usou as medições para calcular o braço do momento da banda IT sobre o quadril e joelho. O braço do momento descreve a localização da banda IT em relação ao conjunto, e desempenha um papel importante em determinar quanto a banda IT alonga e quanto torque ele transmite durante a locomoção. Então ela repetiu o processo para diferentes partes da banda IT, e para cada plano de movimento do quadril e joelho.

“Estas medidas foram vitais para especificar as localizações anatômicas dos músculos e da banda IT no modelo”, disse Eng. “A geometria do modelo foi muito importante, entao nós precisamos colocar os músculos de forma muito precisa no corpo.”

Para o futuro, os pesquisadores esperam expandir sua pesquisa que poderá incluir outras espécies de primatas que são adaptados para corrida e para explorar com melhor compreensão como a banda IT pode ajudar os atletas a evitar ou tratar a lesão.

“A síndrome da banda  IT é uma lesão de overuso dolorosa que assola muitos corredores e ciclistas, mas sua causa subjacente é desconhecida”, disse Arnold-Rife. “Um dos nossos próximos passos, usando os modelos de computador que Carolyn desenvolveu, é estimar quanta força a banda que transmite em corredores com e sem dor na banda IT. Estes estudos podem nos ajudar a estabelecer uma base científica para o tratamento de atletas com lesão na banda IT ”

 

Peter Reuell, Harvard Staff Writer

August 26, 2015

Fonte: ptonthenet.com

No Comments
Add Comment
Name*
Email*

Você também pode gostar de:

3 Motivos Pelos Quais Suas Costas Ficam Doendo

As dores nas costas estão aumentando e piorando no mundo, apesar de todo o dinheiro, tecnologia, pesquisas, medicamentos, restrições, aparelhos, cirurgias e nossas tentativas inúteis de isolar as costas como a culpada.Desde quando nós nos tornamos uma sociedade tão fraca e sensível que tem medo...

Ler Mais

30 min. para perder gordura By Isaac C. Hayes

Obtenha músculo, melhore o condicionamento aeróbio e queime gordura com um trabalho para o corpo inteiro com um treinamento em circuito.Isaac C. Hayes, iniciou a popularização do fitness, especificamente o circuit training. Se você tem dispensado o passado como mero resíduo da década “disco”, pode...

Ler Mais

4 Fatores que Preveem o Ganho de Peso

por Troy Purdom e Len Kravitz.Profissionais fitness gastam muito tempo ajudando as pessoas a perder peso, mas há outra forma de encarar este desafio: Quais são os principais fatores que levam as pessoas a ganharem peso?Compreender os comportamentos específicos que aumentam o risco de ganho...

Ler Mais

5 dicas para o personal trainer ter sucesso!!!

Alguns personal trainers têm um apetite insaciável por conhecimento e oportunidades de crescimento. Em um encontro anual de treinadores foi formulado um buffet educativo completo com todos os nutrientes necessários para suprir a crescente necessidade dos profissionais do fitness. As 5 dicas seguintes vindas desta...

Ler Mais

6 Fatores que preveem o ganho de peso:

por Troy Purdom e Len Kravitz, PhD em 23 de junho de 2015 Profissionais fitness gastam muito tempo ajudando as pessoas a perder peso, mas há outra forma de encarar este desafio: Quais são os principais fatores que levam as pessoas a ganharem peso? 
 Compreender os...

Ler Mais

6 Passos Para Novos Hábitos

por Derrick Price, MS em 06 de Set., 2017Use o ciclo do hábito para estabelecer novos hábitos diários que o ajudarão a alcançar o resultado desejado. Siga uma abordagem de seis passos para criar novos hábitos focados nos objetivos com seus clientes. Passo 1: Estabelecer Metas e MarcosContrário...

Ler Mais
WhatsApp DoFit