Atividade Física na Prevenção de Doenças do Coração

Por Dr. Artur Haddad Herdy, Cardiologista (CRM-SC 6388 RQE 3188 RQE 4206)

A prática de atividade física é fundamental na prevenção de doenças cardíacas. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), o sedentarismo é o quarto principal fator de risco de morte no mundo. É responsável por elevar o risco de doenças crônicas não-transmissíveis, como as doenças cardiovasculares, câncer e diabetes.

 

Benefícios da Atividade Física

Os benefícios da prática regular de atividade física são inúmeros. O corpo humano foi geneticamente programado para estar em movimento e funciona melhor quando praticamos exercícios.

Fazer exercícios regularmente previne uma série de doenças e problemas de saúde. Nesse rol, entra a prevenção das doenças do coração. Manter o corpo em movimento auxilia no controle de diabetes, hipertensão, obesidade, colesterol e triglicerídeos.

Através da prática regular de atividade física, é possível notar também uma significativa melhora da condição cardiovascular. Essa melhora é capaz de diminuir os principais fatores de risco para infarto e derrame (acidente vascular cerebral – AVC).

 

Quais exercícios ajudam na prevenção de doenças cardíacas?

Qualquer atividade física é positiva para o coração. Assim, é recomendada a prática de exercícios aeróbicos (caminhar, correr, pedalar, nadar), treinamentos de resistência ou força (musculação) e exercícios de alongamento.

Realizar exercícios diversificados beneficia o corpo como um todo. Os exercícios aeróbicos são fundamentais para melhorar a capacidade cardiovascular. O fortalecimento e o alongamento colaboram para que o indivíduo tenha melhor condição de saúde. Eles são essenciais para o condicionamento, inclusive como preparo para os exercícios aeróbicos.

 

Atividade Física: quanto mais, melhor para o coração

Ao iniciar uma atividade física, é importante que exista um processo gradual de evolução em relação à frequência, duração e intensidade dos exercícios. Em geral, recomenda-se que os indivíduos saudáveis pratiquem atividades com intensidade moderada, por no mínimo 30 minutos, a partir de três vezes na semana.

No entanto, quanto mais vezes na semana for a prática de exercícios, melhor para a saúde e para a prevenção de doenças cardiovasculares.

 

Principais Cuidados na Prática de Atividade Física

Para pessoas com boa condição de saúde, em geral não há necessidade de avaliação médica antes de iniciar uma atividade física. Praticar exercícios é um hábito saudável e recomendado para todas as pessoas, salvo condições excepcionais.

Para quem já tem alguma condição de saúde que exige atenção, alguns cuidados são indicados. Entre eles, realizar uma avaliação médica, com Cardiologista Clínico. Ele irá avaliar as condições clínicas e orientar quanto ao início e evolução da atividade física. Se for necessário, o Cardiologista irá indicar também a necessidade de acompanhamento médico na realização do exercício físico e no consultório, de forma periódica.

O mais importante, no entanto, é manter-se ativo. O papel da atividade física na prevenção de doenças cardiovasculares é extremamente benéfico. Por isso, se você ainda não se sente seguro para começar, consulte seu médico e obtenha orientações. Seu coração agradece.
 

Sobre o autor:
Dr. Artur Haddad Herdy, Cardiologista (CRM-SC 6388 RQE 3188 RQE 4206) com ênfase em Medicina Esportiva. Atua principalmente nos seguintes temas: Reabilitação Cardíaca, Exercício e doenças cardiovasculares, Teste Cardiopulmonar, Síndromes Coronarianas Agudas, coração e rheumatic carditis, Hipertensão. É sócio, Diretor Administrativo e Médico da Clínica de Prevenção e Reabilitação CARDIOSPORT.

 

admin

0comentários

27 set, 2017

Sem categoria

Comentários